sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Testes para o projeto

Na semana passada fizemos vários testes com intuito de decidir os materiais necessários para a convecção do objeto, como o fio que será utilizado, a tensão necessária e a resistência. Grande parte dos materiais já foi comprado, mas o que, realmente, falta é conseguir fazer o projeto.
Abaixo segue os videos dos testes, e algumas explicações sobre o que foi feito e sobre as dificuldades que encontramos.

1)Foto: Materiais(copo de alumínio, fios de cobre, fios de níquel-cádmio, reostato de um pirografo e transformador de 12V)

2)Vídeo 1: Teste com resistência de solda, contendo em seu interior fio de níquel-cádmio, ligado a 127V.
video

Neste teste percebemos que o fio de níquel-cádmio que estava dentro da resistência não esquentou. Apenas a resistência se esquentou como se pode perceber com a fumaça.

3)Vídeo 2: Teste com o fio de níquel-cádmio ligado diretamente à rede
video
Neste teste percebemos o rompimento do fio de níquel-cádmio devido à alta tensão nele submetida. (Desculpe pelas palavras)

4)Vídeo 3: Teste com o fio de níquel-cádmio ligado a um transformador de 12V
video
Neste teste percebemos que o fio de níquel-cádmio se esquentou ligado a 12V, e foi um processo gradativo.

5)Vídeo 4: Teste com o fio de níquel-cádmio ligado a um transformador de 12V, mostrando o seu aquecimento através do derretimento da manteiga
video
Neste teste vemos que o fio se esquentou e derreteu a manteiga, mas o seu aquecimento não foi muito significativo

6)Vídeo 5: Teste do fio de níquel-cádmio ligado ao reostato, testando os seus 5 tempos. 
Neste teste percebemos que somente no tempo 5 o reostato esquenta bastante, mas não o suficiente.

7)Vídeo 6: Fio de níquel-cádmio ligado ao reostato do pirógrafo sendo colocado diretamente na água
 Neste vídeo percebemos que o fio não esquentou o suficiente pra aquecer a água.

Após todos estes testes percebemos que precisamos de envolver o copo com o fio de níquel-cádmio e ligar a 12 V e colocar o resistência de soldo no fundo do copo para conseguirmos o aquecimento que queremos.  Faremos mais testes essa semana.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Calculo do Projeto

Os cálculos foram inciados. Nosso foco nessa parte do trabalho consta na montagem do sistema operacional do projeto: potencia do sistema, condutividade e resistência dos materiais, dissipação de energia térmica, etc.
Durante a efetivação do trabalho estamos encontrando alguns problemas, pois como estamos trabalhando com um copo portátil, o fornecimento eletrodinâmico é limitado (d.d.p e corrente fornecida ao sistema) e, portanto, necessitaremos de materiais altamente termo-dissipativos, bons condutores metálicos e outras ferramentas para aproveitarmos ao máximo a energia fornecida pelo sistema.
Nas próximas semanas estaremos realizando os demais cálculos e fazendo pesquisas de materiais para um maior rendimento e, posteriormente então, darmos inicio a montagem do copo térmico!

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Nas últimas semanas, trabalhamos no desenvolvimento do formulário do projeto e em pesquisas para ampliar nossas ideias. Pesquisando sobre projetos semelhantes, encontramos um copo térmico já desenvolvido e patenteado ( http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-200666716-caneca-termica-500-ml-em-inox-escovado-12volts-_JM ) . Mas nosso objetivo é ir além  desse projeto já existente, já que esta caneca funciona conectada ao carro ( pelo acendedor de cigarros ), e nós queremos ampliar esse funcionamento para qualquer lugar.
Essa semana começaremos a fazer os cálculos para começar a desenvolver efetivamente o projeto.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

O PROJETO

O processo de aquecimento será realizado por efeito joule, através de um sistema de fios que, ao serem percorridos por uma corrente elétrica, se aquecerão, e devido ao contato dos mesmos com a parte metálica do copo, esquentará o líquido no interior do recipiente.
A partir da utilização de baterias, que serão acopladas na parte inferior ("fundo") do copo, teremos o fornecimento de energia necessária para o funcionamento.
Seu sistema de funcionamento será baseado em uma chave, que será ligada/desligada manualmente pelo usuário, e além disso, uma chapa bimetálica será inserida no circuito, para evitar que o líquido alcance uma temperatura elevada e para evitar também um gasto excessivo de energia.

OBJETIVO GERAL

Desenvolver de um sistema portátil de aquecimento para facilitar o dia-a-dia do consumidor.

OBJETIVO ESPECÍFICO

Para solucionar esse problema criaremos um copo com sistema de aquecimento para elevar a temperatura do líquido ou mantê-lo aquecido.